Os cães podem morrer de COVID-19?

Você tem COVID e agora está preocupado com que seus animais de estimação também peguem esse vírus? Há muitas descobertas novas sobre essa doença todos os dias. O pensamento sobre esse vírus está mudando constantemente à medida que novas informações estão sendo descobertas. Embora existam alguns cães que podem ter morrido possivelmente de COVID 19, esta é uma ocorrência muito rara.

O que é a pandemia de COVID-19?

COVID 19 é o nome do novo Coronavirus que foi visto pela primeira vez a partir do final de 2019 em Wuhan depois que alguém comeu um morcego. Este novo vírus é altamente contagioso e rapidamente se espalhou pelo mundo. Este vírus é considerado um “novo” coronavírus, o que significa que a humanidade não tem imunidade natural contra ele.

Este vírus causou uma pandemia afetando o mundo inteiro por ser altamente contagioso. Atualmente, o Brasil tem mais de 4.528.240 infectados e mais de 136.000 mortes, aumentando a cada dia. Este vírus se espalha através da tosse e da respiração e levou a termos como “Distanciamento Social” entre os indivíduos para limitar a propagação desse vírus.

Este vírus tem sido muito difícil de ser tratado, pois ainda não há vacina; no entanto, existem muitas empresas de vacinas atualmente trabalhando no desenvolvimento de uma que seja confiável e que possa ajudar no combate a esse vírus. Ele tem causado escassez em várias coisas como medicamentos e respiradores devido à falta de financiamento e tratamento disponível.

Esse vírus forçou grandes empresas a fazer com que funcionários trabalhem em casa e muitas pessoas também ficaram sem emprego. Donos de animais de estimação em cidades maiores têm ficado em casa a maior parte do tempo, ocasionando uma relação diferente com seus animais de estimação.

Cães podem morrer de COVID-19?

Buddy, um cachorro, ficou conhecido como o primeiro animal de estimação infectado. Muito cedo durante a doença, ele mostrou sinais de dificuldade de respirar. Ele deu positivo para COVID cerca de seis semanas depois que ele começou a mostrar esses sinais. Buddy também foi diagnosticado com linfoma. Em 11 de julho Buddy morreu do que se pensava ser linfoma. Seus sintomas pioraram desde que ele contraiu COVID 19.

Como evitar que seu cão contraia o COVID-19

Há muitas coisas que você pode fazer para ajudar a diminuir as chances do seu cão receber COVID. Estes são apenas alguns:

  • Mantenha seu cachorro em casa: Enquanto todos os cães adoram passar um tempo no parque, tente mantê-los mais em casa. Seu cão pode adorar interagir com outras pessoas no parque e pode facilmente pegar COVID de alguém no local.
  • Mantenha-se limpo: Lavar as mãos com mais frequência, especialmente antes de brincar com seu cão, ajudará a diminuir a chance de que você possa espalhar COVID 19 para o seu animal de estimação.
  • Limite o contato se o seu teste der positivo: Se você for positivo, tente encontrar outro familiar ou amigo que possa cuidar do seu cão. Se você não puder, limite seu contato e use luvas ao alimentar e dar banho nele.
  • Siga as normas de segurança: Seguir suas normas locais de segurança e ficar limpo o tempo todo ajudará a diminuir não apenas sua chance de obter COVID, mas também a de seus cães.
  • Veja o seu veterinário: Se seu animal de estimação começar a apresentar sinais respiratórios, seria melhor para o seu veterinário examinar seu animal de estimação. Eles podem facilmente testar seu cão ou gato para COVID 19.
  •  É imprescindível manter a carteira de vacinação e a prevenção contra pulgas e carrapatos em dia. Isso evita uma série de doenças e eventualmente previne a saúde dos pets e humanos em volta. 
  • Manter potes de água e comida sempre limpos (lavar com sabão e água corrente e, se possível, passar álcool por todo o recipiente). Essa dica também válida para brinquedos, caminhas e guias.
  • Deixar água limpa e sempre a disposição do pet, e manter a alimentação deles como de costume.
  • Não é necessário colocar máscaras nos pets e nem passar álcool em gel nas patas. Apenas limpeza com água e sabão é o suficiente.

Seguindo essas coisas simples, você pode ajudar a manter seu cão saudável e livre de pegar COVID 19

Enquanto o COVID 19 está se tornando muito prevalente, há algumas coisas que você pode fazer para manter seu cão saudável e feliz. Manter-se limpo e seguir as regras e regulamentos locais ajudará a manter você e seu cão saudáveis.

Enquanto a maioria dos casos de COVID em cães e gatos apresentam sinais respiratórios leves e eles rapidamente se recuperam, você não quer que seu cão tenha que lidar com os sinais de COVID. Certifique-se de que você está fazendo todo o possível para parar a propagação desta doença para outras pessoas e seus animais de estimação, mantendo-se seguro.

Mas há um Porém

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) “atualmente, não há evidências ou comprovação de que animais domésticos, como cães e gatos, possam ser fonte de infecção da COVID-19”. O contágio ocorre apenas entre humanos através do contato com pessoas infectadas ou com a secreção delas.

Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) ressalta também que “não há evidências de que os cães tenham um papel na disseminação desta doença humana ou que fiquem doentes”. Mas mesmo assim, alguns cuidados devem ser tomados pelos humanos para evitar qualquer risco à saúde. Alguns deles: lavar as mãos com água corrente e sabão, assim como a região dos olhos, nariz e boca antes e depois do contato com os pets, além do uso do álcool em gel 70.

Lembrando que os tipos de Coronavirus dos animais são diferentes do que pode ser observado no ser humano.

Qual a sua Reação?
+1
0
+1
0
+1
1
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

COMPARTILHE ESSE POST

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on pinterest

Deixe seu comentário aqui